Skip to main content

4 técnicas de harmonização orofacial – O rosto aliado ao sorriso perfeito

As técnicas de harmonização orofacial são tendências na odontologia estética. Você, certamente, já ouviu falar em harmonização orofacial, não é mesmo? O procedimento tem a proposta de adequar e corrigir o sorriso aos demais traços do rosto, aumentando a autoestima. A harmonização é um conjunto de várias técnicas, como por exemplo o botox, preenchimento labial […]

As técnicas de harmonização orofacial são tendências na odontologia estética.

Você, certamente, já ouviu falar em harmonização orofacial, não é mesmo? O procedimento tem a proposta de adequar e corrigir o sorriso aos demais traços do rosto, aumentando a autoestima.

A harmonização é um conjunto de várias técnicas, como por exemplo o botox, preenchimento labial com ácido hialurônico, bichectomia e fios de sustentação.

Afinal para que servem as técnicas de harmonização orofacial?

A harmonização orofacial corrige pequenas imperfeições no rosto sem a necessidade de passar por cirurgias muito intensas.

Os procedimentos são personalizados de acordo com o arquétipo de cada paciente.

“O que seria harmonizar? Trazer equilíbrio. Existem vários produtos, técnicas e procedimentos que completam o processo. A toxina botulínica e o ácido hialurônico são preenchedores que, junto com as técnicas feitas na boca, funcionam para aperfeiçoar e harmonizar a face com os preenchimentos de olheiras, de lábios, facial, contorno de mandíbula, bigode chinês, bioplastia de nariz”, explica o cirurgião-dentista Emerson de Albuquerque.

4 técnicas de harmonização orofacial

Nós, listaremos o que é e para que serve cada procedimento realizado dentro da harmonização facial. Preparados? Confere aí:

Toxina Botulínica – Botox

A primeira das técnicas de harmonização orofacial traz os benefícios que vão além do tratamento corretivo das assimetrias de face (ligadas à hipertrofia dos músculos da mastigação), da exposição gengival acentuada (quando o indivíduo sorri, a sua gengiva é exposta excessivamente).

Além do sorriso assimétrico, do controle de alguns tipos de sialorreias (salivação em excesso) e das dores orofaciais ligadas à disfunção da articulação temporomandibular (DTM muscular, caracterizada pela fadiga dos músculos da mastigação), assim como também pode ser empregada nos tratamentos preventivos, como em casos de implantes de carga imediata e reabilitações estéticas, entre outras possibilidades.

Preenchimento labial dá volume à boca com ácido hialurônico

A segunda das técnicas de harmonização orofacial é o preenchimento labial, que se tornou-se queridinho depois que famosas como Anitta e Kylie Jenner apostaram na técnica. O aumento dos lábios superiores e inferiores é feito com o ácido hialurônico.

A técnica reestrutura o tecido, desenvolve e produz colágeno e hidrata a área com auxílio dos produtos utilizados.

São estudadas as proporções do lábio e é dado início ao procedimento. Antes da aplicação do ácido hialurônico, o paciente é anestesiado. A aplicação do produto é realizada com agulhas e cânulas na região dos lábios, ok?

O resultado dura, em média, entre 18 e 24 meses, dependendo da marca do produto e de cada paciente.

técnicas de harmonização orofacial

Bichectomia reduz o volume das bochechas

Outra das técnicas de harmonização orofacial é a bichectomia, um dos tratamentos estéticos mais modernos atualmente, e tem a proposta de reduzir o volume das bochechas, ou seja, da parte de baixo do rosto.

A avaliação é criteriosa, pacientes que mordem a bochecha por terem muita gordura, ou têm esse volume exagerado na região interna das bochechas, são indicados a fazer a retirada.

A bichectomia é uma cirurgia feita com anestesia local, no consultório, e tem duração de cerca de 40 minutos. No pós operatório, é necessário ficar de 3 a 5 dias de repouso.

Fios de sustentação: ‘efeito lifting no rosto’

Para quem quer driblar a flacidez do rosto, os fios de sustentação pode ser uma boa aposta, já que dão o efeito lifting, dando um up à face e melhorando a aparência. Como o próprio nome já diz, a ideia desse procedimento é levantar e sustentar o rosto com os fios.

Existem os fios não absorvíveis e os absorvíveis, os fios de Polidioxanona (PDO) e os de Ácido Polilático (PLA), sendo estes os mais utilizados no momento pelos cirurgiões-dentistas com especialidade em harmonização orofacial.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *