Skip to main content

Harmonização Orofacial como especialidade odontológica é reconhecida pela CFO no 37º CIOSP

O anúncio sobre harmonização orofacial como especialidade odontológica foi feito pelo presidente da Autarquia, Juliano do Vale, na solenidade de abertura do 37º Congresso Internacional de Odontologia de São Paulo (CIOSP). O Conselho Federal de Odontologia (CFO) anunciou nessa quarta-feira, dia 30 de janeiro, cinco resoluções para atualização do ensino/trabalho Odontológico na relação Cirurgião-Dentista e […]
odontologia

O anúncio sobre harmonização orofacial como especialidade odontológica foi feito pelo presidente da Autarquia, Juliano do Vale, na solenidade de abertura do 37º Congresso Internacional de Odontologia de São Paulo (CIOSP).

O Conselho Federal de Odontologia (CFO) anunciou nessa quarta-feira, dia 30 de janeiro, cinco resoluções para atualização do ensino/trabalho Odontológico na relação Cirurgião-Dentista e paciente, dentre as resoluções temos a Harmonização Orofacial.

Harmonização Orofacial como especialidade odontológica

Pioneiras, as resoluções apontam intenso enfrentamento em defesa da qualidade do atendimento odontológico à sociedade:

Proíbe a inscrição e o registro de alunos egressos de cursos de Odontologia integralmente realizados na modalidade de ensino a distância, reconhece a harmonização facial como especialidade odontológica, regulamenta a comunicação digital do trabalho odontológico e a prescrição de hormônios, bem como permite o registro de mais de duas especializações pelo Cirurgião-Dentista.

Segundo o presidente do CFO, Juliano do Vale, as resoluções refletem uma demanda da sociedade, em específico, dos Cirurgiões-Dentistas.

A harmonização orofacial como especialidade odontológica a é uma das áreas da saúde que mais evoluiu nos últimos anos e Cirurgiões-Dentistas que viviam reféns de uma legislação com mais de cinquenta anos, o que engessava a divulgação do nosso trabalho e da nossa atuação enquanto profissional de saúde.

Nosso trabalho precisa acompanhar a evolução da profissão. É tempo de mudança

Os dentistas explorando a odontologia estética

Umas das facetas da harmonização orofacial como especialidade odontológica é sempre conseguir inovar em tratamentos, perante a um público que, a cada dia que passa, quer melhorar sua aparência. Agora, os dentistas exploram a odontologia estética, trazendo rejuvenescimento e feições uniformes aos rostos.

Com o reconhecimento da harmonização facial como especialidade odontológica, por meio da resolução 198/2019 que permite regulamentar os cursos de formação dessa área que estavam sem medida norteadora.

O que tem no curso de harmonização orofacial como especialidade odontológica

O presidente do CFO esclarece que o objetivo, a partir de agora, é tornar obrigatória a quantidade mínima de carga horária, a titulação dos professores que irão ministrar o curso, bem como a titulação do coordenador do curso, para assim, preparar cada vez melhor os Cirurgiões-Dentistas para o mercado.

“Nosso objetivo principal é promover um serviço de excelência para os brasileiros, a partir dessas novas premissas estabelecidas”.

Notícia maravilhosa para nossos colegas cirurgiões-dentistas, não é mesmo? Comente mais sobre o que você acha da harmonização orofacial como especialidade odontológica. E se quiser, leia o próximo texto, sobre as facetas estéticas e as lentes de contato dental.

Fonte: CFO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *