Harmonização Orofacial se expande no mercado da Saúde Estética

O mercado da saúde estética vem ganhando diversas clínicas especializadas na técnica de Harmonização Orofacial, também conhecida como Odontologia Estética. Diversos profissionais buscam capacitação para aumentarem seu número de pacientes, utilizando novos e modernos procedimentos na área. Por serem modernos, os procedimentos de Harmonização Facial têm grande demanda e é ideal para quem está adentrando […]
Harmonização Orofacial se expande no mercado da Saúde Estética

O mercado da saúde estética vem ganhando diversas clínicas especializadas na técnica de Harmonização Orofacial, também conhecida como Odontologia Estética. Diversos profissionais buscam capacitação para aumentarem seu número de pacientes, utilizando novos e modernos procedimentos na área.

Por serem modernos, os procedimentos de Harmonização Facial têm grande demanda e é ideal para quem está adentrando o mercado de odontologia ou para pessoas que atuam em outras áreas.

Com amparo legal, cirurgiões dentistas podem realizar procedimento de Harmonização Orofacial

Antigamente apenas dermatologistas e cirurgiões plásticos tinham a possibilidade de realizar a harmonização facial. Entretanto, tal realidade mudou com a liberação de 2019 e atualmente a técnica da harmonização facial passou a fazer parte das jurisdições do odontólogo, de modo a ampliar o mercado.

Tal mudança veio após a emissão das resoluções 176/16 e 198/19 pelo CFO – Conselho Federal de Odontologia, nas quais a aplicação de ácido hialurônico e toxina botulínica em pacientes foi liberada. Pouco depois, o campo odontológico foi expandido mais uma vez com a liberação do método conhecido como HOF – Harmonização Orofacial.

O que estudar para ingressar na área?

Quem tiver interesse na área deve prestar atenção aos detalhes da resolução CFO 230/20, publicada em agosto, e que tem como objetivo regulamentar as técnicas e os procedimentos e, consequentemente, evitar interpretações errôneas sobre a competência do profissional durante os tratamentos.

Quais procedimentos são permitidos?

No que diz respeito às normas presentes no documento, os procedimentos permitidos aos profissionais da odontologia são:

Toxina botulínica

Agindo diretamente no relaxamento da musculatura facial, o composto é muito relacionado à sua finalidade no mundo estético atuando no tratamento contra o aparecimento de rugas. É, inclusive, essencial no procedimento de harmonização facial

Preenchimento facial

Muito utilizado no meio estético, o preenchimento facial é um procedimento realizado com o intuito de suavizar linhas de expressão e rugas por meio da aplicação de ácido hialurônico ou toxina botulínica em determinadas regiões da face do paciente.

Intradermoterapia

Originada na França, a técnica da intradermoterapia ou mesoterapia é, em suma, a aplicação de remédios – que variam de acordo com o tratamento – na pele ou subcutâneo. O procedimento visa tratar de estrias, pele flácida, gordura localizada, celulite e a devolução da vitalidade à pele.

Laserterapia

O procedimento de laserterapia, como o próprio nome já diz, é um tratamento que usa raios laser para tratar tanto doenças bucais quanto a cicatrização e a regeneração de tecidos.

Lipoplastia facial

Desenvolvidas com base na lipectomia e visando a melhoria do contorno facial, a lipoplastia é um procedimento cirúrgico realizado sob o uso de anestesia local. Em resumo, são microcirurgias na região facial com o intuito de remover gorduras localizadas de determinadas regiões. Geralmente, o tratamento é realizado para remoção de queixo duplo e dar uma aparência mais jovial às regiões do rosto e do pescoço aos pacientes.

E aí, você já realizou algum dos procedimentos listados acima? Não perca tempo e se especialize, é o melhor caminho para se tornar um profissional esteta de destaque no mercado de trabalho.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© Copyright 2010-. Portal da Odontologia Estética.