Após uma grande vitória da odontologia, com a criação da Resolução da Harmonização Orofacial, o Conselho Federal de Odontologia (CFO) agora está dando prioridade à analise dos documentos para a inscrição da especialidade. A equipe se reuniu nos dias 08 e 09 de agosto, em Brasília/DF.

Harmonização orofacial é prioridade

Com o prazo para envio das solicitações de inscrição e registro encerrado no final de julho, a comissão aguarda o envio final das solicitações por meio dos Conselhos Regionais de todo o Brasil para validação dos critérios.

Segundo o Coordenador da Comissão, Claudio Yukio Miyake, a análise de documentos tem como prioridade o artigo 9º, da Resolução-CFO 198/2019, que reconhece a Harmonização Orofacial como especialidade Odontológica.

“Nesse primeiro momento, o trabalho está concentrado na análise documental e no direito do Cirurgião-Dentista ao registro como especialista em Harmonização Orofacial. Os membros desta Pasta seguirão critérios para fazer cumprir, em especial, a normativa prevista nos itens a, b e c, do artigo 9º”, reiterou.

O objetivo é assegurar na prática à população o conjunto de procedimentos de autonomia legal do cirurgião-dentista, que compete o equilíbrio funcional e estético da face.

Comitê Especial conta com coordenadores do CFO

Na ocasião, o trabalho foi executado pelo Coordenador, Claudio Yukio Miyake; e por Viviane Coelho Dourado, membro da respectiva Comissão; Conselheira e Coordenadora da Comissão de Ensino; além de o trabalho ser acompanhado pelo Coordenador-Geral das Comissões, Vice-Presidente do CFO, Ermensson Luiz Jorge.

O trabalho contou, ainda, com o assessoramento técnico dos Cirurgiões-Dentistas Mário Silveira de Souza, Sidmarcio Ziroldo e Tarley Pessoa de Barros; bem como dos setores Jurídico e de Registro e Especialidades do CFO.

Histórico da Resolução da Harmonização Orofacial

O CFO anunciou, no dia 30 de janeiro de 2019, cinco resoluções para atualização do ensino/trabalho odontológico na relação cirurgião-dentista e paciente, dentre as resoluções temos a Harmonização Orofacial.

Pioneiras, as resoluções apontam intenso enfrentamento em defesa da qualidade do atendimento odontológico à sociedade.

As Resoluções proíbem a inscrição e o registro de alunos egressos de cursos de Odontologia integralmente realizados na modalidade de ensino a distância, reconhece a harmonização facial como especialidade odontológica, regulamenta a comunicação digital do trabalho odontológico e a prescrição de hormônios, bem como permite o registro de mais de duas especializações pelo Cirurgião-Dentista.

Essa é mais uma vitória para os dentistas, que, sem sombra de dúvidas, é o profissional mais preparado para atuar com a Harmonização Orofacial!

Fonte: CFO

 

Deixe aqui seu Comentário

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...
Somos apaixonados pela Odontologia Estética - Página com as últimas notícias da área da Estética Odontologia sobre formação, legislação, eventos, congressos, procedimentos, medicamentos, equipamentos e pesquisas acadêmicas.