A toxina botulínica é um dos tratamentos mais eficazes contra a desfunção dental

O bruxismo é, sem sombra de dúvidas, um dos problemas odontológicos mais simples e, aparentemente, inofensivo. Porém, esconde uma série de desdobramentos graves. 

Uma condição cada vez mais frequente, em função do estresse e da ansiedade do nosso mundo, o bruxismo provoca dores generalizadas na cabeça, no pescoço e até na coluna, podendo ocasionar fraturas, levando à perda completa dos dentes.

Preocupante, não é mesmo?

Como age o bruxismo?

Os movimentos da disfunção oral, pressionamento e ranger, fragilizam principalmente os dentes que passaram por tratamento de canal. 

Nos consultórios, a maior parte dos pacientes que procuram por implantes teve fratura por causa do bruxismo, já que a força colocada nos dentes posteriores pela pressão dos maxilares, devido ao apertamento, pode chegar a 80 kg.

Para quem possui dentes íntegros, quando trincados, provocam dor. Porém, para quem passou por alguma intervenção, como canal, o bruxismo não gera desconforto.

É aí que mora o perigo. Como o problema fica oculto, a pessoa não sente dores, mas está sofrendo um processo inflamatório.

Todo cuidado é pouco

Para frear as consequências do bruxismo, que é uma condição incurável, a recomendação é manter vigilância permanente.

Uma das consequências dos movimentos do bruxismo é a disfunção da articulação temporomandibular (ATM)

Alguns sinais são dificuldade de abrir a boca, estalos próximos do ouvido e dores de cabeça, nas têmporas e pescoço.

Tratamento deve incluir práticas integrativas

Embora muita gente aposte as fichas na placa, o tratamento adequado passa por um conjunto de terapias capazes de minimizar, principalmente, o estresse.

Homeopatia, ozonioterapia, antroposofia, acupuntura e terapia com florais são recursos que podem auxiliar na redução do stress.

As práticas integrativas ajudam em diversos âmbitos, com ações relaxantes, anti-inflamatórias, analgésicas e que atuam sobre a ansiedade, pânico e uma série de outras emoções.

Toxina botulínica para tratar o bruxismo

Falando em estética e no cuidado do sorriso, o botox é uma das armas contra o bruxismo.

Indo além dos procedimentos que rejuvenescem e trazem boa forma, a ação da toxina botulínica é extremamente ágil.

Com a aplicação da toxina botulínica nos músculos masséter, temporal e pterigoides (músculos da face), o tecido relaxa e a tensão na região diminui, evitando atrito entre os dentes e, consequentemente, desgastes. 

O procedimento permite uma reeducação da musculatura mastigatória e os pacientes não precisam usar as placas noturnas que impedem contato entre os dentes. Os resultados têm duração de seis meses.

A dor facial, provocada por alterações na articulação que liga o maxilar à mandíbula, também causada por bruxismo, é outro problema que pode ser tratado com toxina botulínica.  

Com o tratamento, evita-se os medicamentos, que podem provocar efeitos colaterais. Sensacional, não é mesmo? O poder da toxina botulínica realmente impressiona!

É hora de se especializar e mudar a realidade das pessoas

Um dentista especializado pode fazer a diferença, levando boa forma e melhores condições ao próximo. O que te impede de ser esse profissional?

Esse é o momento ideal para você se qualificar e levar para o seu consultório diversas técnicas que exigem a prática com o botox e preenchedores com ácido hialurônico.

Para elevar o seu nível de conhecimento, indicamos a especialização em um curso de toxina botulínica e preenchimento, que lhe dará todo o suporte necessário para transformar o seu atendimento.

Se interessou? Então clique no banner e surpreenda-se ainda mais!

728x90

Deixe aqui seu Comentário

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...
Somos apaixonados pela Odontologia Estética - Página com as últimas notícias da área da Estética Odontologia sobre formação, legislação, eventos, congressos, procedimentos, medicamentos, equipamentos e pesquisas acadêmicas.